INFORMATIVO MONITAL
Fique ligado nas últimas novidades do mercado de segurança
Parecer Técnico de um Sistema Eletrônico de Segurança

O mercado consumidor de itens de Segurança Eletrônica, que tem como cliente além do consumidor final, o arquiteto, o engenheiro, empresas construtoras dentre outros profissionais da construção civil, ao qual não possuem informações suficientes sobre técnicas de segurança patrimonial e de prevenção de crimes.

É preciso discutir este ponto com o Cliente e informa-lo que a questão de segurança durante o projeto de uma edificação, às vezes pode ser mais importante do que a aquisição de equipamentos eletrônicos e que mesmo com a instalação destes equipamentos, o local, por questão física, pode oferecer certo grau de vulnerabilidade.

Portanto é bom estar ciente dos riscos de invasão que o local possui e até mesmo tentar sanar com equipamentos eletrônicos ou edificações mais seguras.

Portanto é muito importante saber o “Grau de Vulnerabilidade” que o imóvel possui antes e depois da instalação de um Sistema de Segurança Físico-Eletrônico.

Qualquer empreendimento seja ele industrial comercial ou residencial, pode ter toda a segurança física, ou seja, muros altos, guarita blindada, eclusas, entre outros itens. Este local pode ser surpreendido por um “criminoso” capaz de vencer as barreiras da segurança física e eletrônica. Nesta hora fica a questão, não era segura?

 

É muito importante saber que não é a Segurança Física nem a Eletrônica que vai dar cabo dessa questão sozinha. O papel de um Sistema de Segurança é retardar a ação criminosa, dificultando e prevenindo maiores perdas.