INFORMATIVO MONITAL
Fique ligado nas últimas novidades do mercado de segurança
Segurança Eletrônica exige ART!

CREA-PR alerta sobre a importância do profissional registrado em serviços de vigilância monitorada.

 

Os frequentes furtos a residências e estabelecimentos comerciais em áreas urbanas têm tornado comum a instalação de cercas eletrificadas, câmeras e alarmes para aumentar a segurança dos moradores e do patrimônio. Porém, se instalados de maneira errada, estes dispositivos podem provocar sérios acidentes, colocando em risco a vida de pessoas e animais. Para diminuir os riscos, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (CREA-PR) relembra a sociedade sobre a importância de contar com um profissional capacitado e registrado no Conselho para a prestação deste serviço.

Um dos papeis da fiscalização do CREA-PR é atuar na verificação da responsabilidade técnica sobre esses serviços e assegurar que estes estejam sendo realizados por profissionais ou empresas da área de Engenharia Elétrica. “Nos últimos anos o CREA-PR já desenvolveu mais de 1,6 mil ações na fiscalização de instalações de cercas elétricas, alarmes e circuitos fechados de TV em todo o Estado”, informa a gerente do Departamento de Fiscalização (DEFIS), Vanessa Moura.

O facilitador do Núcleo Norte do DEFIS, engenheiro eletricistaRubens Galera, explica que o serviço de vigilância monitorada consiste na instalação e manutenção de todos os dispositivos necessários, como o sistema de alarme. “Para a instalação e manutenção do equipamento, deve-se solicitar a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) ao profissional ou empresa contratada”, alerta.

Profissionais não habilitados não podem fazer a instalação e a manutenção desses equipamentos. Assim, o proprietário deve perguntar antes da contratação do serviço se a empresa ou o profissional está registrado no CREA-PR para exercer tal atividade. “Se a fiscalização do Conselho solicitar ao cidadão a informação de quem foi o responsável pela instalação ou manutenção e esta não for concedida, ou não for apresentada a ART, ele poderá ser notificado e receber multa por exercício ilegal da profissão”, fala Galera. “A contratação de empresas e profissionais habilitados, com registro no CREA-PR, garante que o serviço seja realizado por profissionais formados na área, detentores do conhecimento técnico necessário para que todas as normas sejam atendidas, de modo que o sistema funcione perfeitamente e com segurança”, recomenda.

As denúncias sobre trabalho clandestino podem ser feitas no site do CREA-PR –www.crea-pr.org.br – ou pelo fone 0800 41 0067. Basta informar os dados e endereço completo da empresa/pessoa que executou o serviço, bem como o local onde foram feitas as instalações/manutenções por leigo. As denúncias junto ao CREA-PR podem ser feitas de forma anônima ou identificada.